Prelúdio: a mulher selvagem (Teatro Diogo Bernardes, Ponte de Lima)

| by | Blog | 0 comments:

No dia 17 de Novembro o Teatro Diogo Bernardes de Ponte de Lima recebeu a nova criação do Teatro da Didascália “Prelúdio: a mulher selvagem”. Aliando a composição musical à narração oral, o ser selvagem primitivo das mulheres (reprimido por todo um conjunto de convenções sociais, religiosas e por uma sociedade dominada pelo homem) é, nesta peça, libertado na forma de um poema cantado e contado, uma espécie de grito melódico onde ecoam os instintos mais profundos da natureza feminina.

Utilizando o corpo como ferramenta experimental e investindo numa escrita teatral visualmente atraente, esta peça é uma performance poética que nos revela um emaranhado de arquétipos, símbolos e rituais, e reacende no nosso inconsciente a crença no poder intuitivo e sobrenatural das mulheres, intimamente ligado à natureza e aos ciclos de morte e renovação.

A peça é interpretada por Catarina Gomes, Cláudia Berkeley e Daniela Marques.

Encenação: Bruno Martins
Pesquisa e Apoio Dramatúrgico | Técnicas de narração oral: Patrícia Amaral
Composição e Direção Musical: Rui Souza
Cenografia e Figurinos: Sandra Neves
Desenho de Luz: Valter Alves
Confeção de Figurinos: Joaquim Azevedo
Consultoria Científica: José Joaquim Dias Marques, Paulo Correia
Produção: Ludmila Teixeira
Coprodução: Teatro da Didascália | Casa das Artes de V. N. de Famalicão | Centro Cultural Vila Flor

Podem saber mais sobre Teatro da Didascália aqui e aqui.